11 de março de 2022

Sancionada com vetos lei sobre retorno de gestantes vacinadas ao trabalho

Gestantes com esquema vacinal completo contra o coronavírus devem retornar ao trabalho presencial. É o que determina a Lei 14.311, de 2022, publicada com vetos, nesta quinta-feira (10), no Diário Oficial da União.

A lei é originária do Projeto de Lei (PL) 2.058/2021, aprovado no Senado em dezembro do ano passado com relatoria do senador Luis Carlos Heinze (PP-RS). O texto foi ratificado parcialmente pela Câmara em fevereiro, quando foram excluídas emendas dos senadores que impediam o retorno ao trabalho presencial de gestantes com comorbidades e previam restrições para a volta de lactantes.

A norma sancionada disciplina o trabalho das grávidas não imunizadas quando a atividade não puder ser feita a distância — questão até então não prevista na Lei 14.151, de 2021, que trata do afastamento da empregada gestante durante a pandemia.

Dessa forma, a Lei 14.311 prevê que as gestantes não completamente imunizadas ficam à disposição do empregador para exercer as atividades em seu domicílio, por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma de trabalho a distância, sem prejuízo da remuneração.

Para compatibilizar as atividades desenvolvidas, o empregador poderá alterar as funções da empregada, sem prejuízo de sua remuneração, com garantia de que ela terá retomada sua função original quando do retorno ao presencial.

Todas as gestantes (e não apenas as completamente imunizadas) deverão retornar imediatamente ao trabalho assim que for decretado o encerramento do estado de emergência de saúde pública por conta do coronavírus.

O retorno também é previsto para aquelas que optaram pela não vacinação contra a covid-19, mediante apresentação de termo de responsabilidade.

Vetos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou o item que previa, no caso de retorno por interrupção da gestação, o recebimento de salário-maternidade nas duas semanas de afastamento garantidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Também foi vetada a previsão de considerar gravidez de risco no caso de o trabalho ser incompatível com sua realização em domicílio por meio de teletrabalho, trabalho remoto ou outra forma a distância. Nesse caso, o projeto previa a substituição da remuneração pelo salário-maternidade.

Para o presidente, a proposição contraria o interesse público, ao instituir concessão de benefício previdenciário destinado à situação de maternidade de forma diversa ao previsto para o auxílio-materninade.

“Ademais, ao se dilatar o prazo de fruição do benefício, restaria apresentado alto potencial de alteração de despesa obrigatória relacionada à concessão de benefícios previdenciários, o que violaria o disposto no parágrafo 5º do artigo 195 da Constituição da República e colocaria sob risco material a sustentabilidade do Regime Geral de Previdência Social”, justificou Bolsonaro.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Outras notpicias

13 de maio de 2022

Receita Federal regulamenta o Relp

Relp - Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) instituído pela Lei Complementar nº 193, de 17 de março de 2022. O programa de Reescalonamento foi regulamentado ...

12 de maio de 2022

Receita suspende por três dias a emissão...

Informamos que o Ambiente Nacional da NF-e será paralisado para manutenção no dia 13/05/2022 às 22h(sexta-feira) até dia 16/05/2022 às 0:00 (segunda-feira). Com isso, diversos serviços ficarão indisponíveis, tais como: a) os do Portal ...

9 de maio de 2022

Informalidade volta a crescer mo país

O número de trabalhadores informais voltou a crescer no Brasil, e a categoria já acumula mais de 38,5 milhões de brasileiros.   Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), do Instituto ...

6 de maio de 2022

Simples Nacional

O comitê de gestor do Simples Nacional (CGSN) decidiu prorrogar os prazos, de adesão ao Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos do âmbito do Simples Nacional (Relp) para o último dia útil ...

5 de maio de 2022

Como declarar auxílios e benefícios con...

O Auxílio Emergencial, instituído pelo governo, por exemplo, é considerado um rendimento tributável, assim como o salário, a pensão e a aposentadoria. A declaração do imposto de renda é obrigatória para o contribuinte que ...

29 de abril de 2022

CND

Saiba que uma empresa sem dívidas é muito mais aceita no mercado, além de agregar valores ao seu negócio e proporcionar garantias em empréstimos para investimentos, a CND (Certidão Negativa de Débitos) traz ...

28 de abril de 2022

Qual é o melhor regime tributário para a...

👉🏻 O regime tributário brasileiro é um composto de normas e leis que define a cobrança e recolhimento de impostos de cada empresa, de acordo, principalmente, com a quantidade de arrecadação e o ...

25 de abril de 2022

Pandemia: Governo decreta o fim do estad...

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, decretou no domingo, dia 17, o fim do estado de emergência sanitária no país pela covid-19. Decisão foi motivada por queda da incidência da doença, segundo o governo.

22 de abril de 2022

Preciso declarar imposto de renda todo a...

Sim, se você se enquadra na lista abaixo. 👉Renda Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70. Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja ...

19 de abril de 2022

IPRF – Receita Federal amplia isen...

A Receita Federal publicou uma norma que amplia a isenção de venda de imóveis. A regra prevê que quem vende um imóvel paga alíquota de 15% a 22% sobre o ganho de capital, ...

1 de abril de 2022

Tabela do IPRF 2022

A tabela do Imposto de Renda segue sem alterações. A última mudança feita na tabela foi no ano de 2015. Basicamente, a tabela do IR 2022 apresenta três informações essenciais: * Base de cálculo: Esse ...

30 de março de 2022

Carteira de Trabalho e Previdência Socia...

A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um documento obrigatório para toda pessoa que venha a prestar algum tipo de serviço, seja na indústria, no comércio, na agricultura, na pecuária ou ...

Acesso rápido para clientes e parceiros

Estamos sempre dispostos a ajuda-lô.

Precisa de ajuda com alguma dúvida? Ligue já:
Atenção Cliente: Novos Whattsapp do Escritório Percont
RH – 55 3332-1618
Contabilidade – 55 3332-9512
Fiscal – 55 9 9910-0639